highlighted:

Conselho Diretor

Ana Toni - Diretora executiva do Instituto Clima e Sociedade (iCS) e sócia-fundadora do GIP (Gestão de Interesse Público). Economista e doutora em Ciência Política, Ana possui longa trajetória no trabalho e apoio a projetos voltados à justiça social, à promoção de políticas públicas, à área do meio ambiente e mudanças climáticas e à filantropia. Ana foi Presidente de Conselho do Greenpeace Internacional (2010 e 2017), diretora da Fundação Ford no Brasil (2003-2011) e da ActionAid Brasil (1998-2002). Além de ter sido membro do conselho do GIFE, WINGS, ITS e Wikimedia, atualmente é integrante da Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade e dos conselhos da Agência Pública, Gold Standard Foundation, Instituto Escolhas, ClimaInfo, Instituto República (República.org), Fundo Baobá por Igualdade Racial e Transparência Internacional.

Francisco Gaetani - Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental e formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Possui doutorado em Ciência Política e mestrado em Políticas Públicas pela London School of Economics. No Ministério do Planejamento (MP), Gaetani ocupou os cargos de secretário-executivo, secretário-executivo adjunto e secretário de Gestão. Ele também já foi secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Na Enap, atuou como diretor de Formação. Gaetani também trabalhou no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), tendo ocupado, entre outros, o cargo de coordenador-geral no Brasil. Desempenhou, ainda, as funções de diretor da Escola de Governo de Minas Gerais – Fundação João Pinheiro; assessor de Planejamento Acadêmico da UFMG; assessor de Planejamento da Companhia Vale do Rio Doce; e gerente de Projetos da Secretaria de Estado de Trabalho e Ação Social do Estado de Minas Gerais. É também professor licenciado da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG).

Guilherme Coelho - Guilherme fundou o Instituto República (República.org) em 2016, com o objetivo de promover excelência no serviço público brasileiro apoiando formação continuada, reconhecimento e construção de conhecimento sobre capital humano em governos - e com a ajuda das artes e do audiovisual. 

Guilherme Coelho nasceu no Rio de Janeiro e estudou economia, cinema-documentário e teatro. Em 2003, junto com Nathaniel Leclery, fundou a Matizar Filmes para produzir documentários independentes sobre questões contemporâneas brasileiras. Seus documentários longa-metragem “Fala Tu” e “PQD” foram exibidos em festivais pelo mundo, incluindo Festival de Berlim, Cinéma Du Réel, Internacional de Miami, Festival do Rio e Mostra de São Paulo. Na Matizar, ele produziu “Jogo de Cena” e “Moscou” de Eduardo Coutinho, um mentor e figura inspiradora para Guilherme e para uma geração de pessoas no audiovisual. Em 2015, Guilherme participou do Talent Campus do Festival de Berlim e estreou no cinema de ficção com “Órfãos do Eldorado”. Escrito, produzido e dirigido por Guilherme, o filme é inspirado no romance homônimo de Milton Hatoum. Atualmente, Guilherme prepara um segundo longa-metragem de ficção, “Neuros”, e conclui  um documentário sobre pessoas em recuperação de longo prazo de álcool e drogas.

Letícia Piccolotto - Presidente Executiva da Fundação BRAVA (www.brava.org.br) e fundadora do BrazilLAB - primeiro hub de inovação GovTech que conecta startups com o poder público. Formada em Relações Internacionais e mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), possui também especialização em Liderança pela Harvard Business School e em administração pública pela Harvard Kennedy School. Atuou nos últimos 20 anos em diferentes organizações como o Banco Goldman Sachs, o Instituto Empreender Endeavor, a Fundação Bloomberg e o Centro de Liderança Pública (CLP). Letícia é colunista do JOTA (www.jota.info) e do UOL ( https://govtech.blogosfera.uol.com.br), compõe o Conselho Consultivo do Programa Mulheres na Ciência e Inovação, desenvolvido pelo Museu do Amanhã em parceria com o British Council,  e atua como palestrante em temas relacionados ao Empreendedorismo, Liderança Feminina e Tecnologia.   

Luciana Cezar Coelho - É sócia fundadora e diretora geral da STS GAEA CAPITAL, ministrou vários cursos de finanças e teoria dos jogos na graduação da Universidade de Harvard, na Harvard Summer School e na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Luciana foi membro do Conselho de Administração da Norte Energia S.A. (Usina Belo Monte) e do Conselho de Administração da Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade (Ministério do Meio Ambiente).  Luciana possui Bacharelado em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestrado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Mestrado e Ph.D. em Economia nos campos de Finanças e Teoria dos Jogos pela Universidade de Harvard. Atualmente, Luciana é Vice Presidente do Instituto Vassouras Cultural e membro do Conselho da Harvard Global Advisory.    

Ronaldo Cezar Coelho - Foi aluno do tradicional Colégio Pedro II e formou-se em Direito pela PUC do Rio de Janeiro. Fez estágio no jornal Diário de Notícias (1963/64), prestou serviço militar no Forte de Copacabana, trabalhou na Agência Roberto de Automóveis e depois como operador da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Em 1970 se tornou sócio da Corretora Multiplic e foi presidente do Banco London Multiplic até 1985. Foi diretor e presidente da ANBID – Associação Nacional dos Bancos de Investimento (1983/85) e Membro do Conselho da Cia. Souza Cruz.

Eleito deputado constituinte em 1986, pelo PMDB, foi vice-líder de Mário Covas. Foi um dos fundadores do PSDB em 1988 e presidente do partido no Rio até 1993. Foi eleito deputado federal em 1994, 1998 e 2002. Foi nomeado Embaixador do Brasil junto ao COI para liderar a candidatura do Rio às Olimpíadas de 2004. Um dos frutos deste trabalho foi Agenda Social Rio 2004, coordenada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho. Entre os projetos que conduziu e fez aprovar estão a legislação que disciplinou os Planos de Saúde; regulamentação da Agência Nacional de Saúde – ANS, o Estatuto das Cidades e a Lei dos Genéricos, cuja ideia apresentou ao Ministro da Saúde José Serra. Em março de 2000 foi eleito Presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara dos Deputados. De 2001 a 2005, foi Secretário Municipal de Saúde da Cidade do Rio de Janeiro.

Em 1994, foi fundador do Instituto Preservale. Em 2001 fundou o Instituto São Fernando, em Vassouras, RJ. Em 2016, junto com seu filho fundou o Instituto República (República.org) e em 2017 o Instituto Vassouras Cultural.

 


Conselho Consultivo 

Humberto Falcão Martins - Graduado em Administração UnB (1986); Mestre em Administração Pública - FGV/EBAPE, (1995); Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental - Enap - Escola Nacional de Administração Pública - (1996); e Doutor em Administração – FGV/EBAPE (2003). Foi Secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, delegado do Brasil no Comitê de Gestão Pública da OCDE e Presidente da Rede de Gestão Pública e Transparência do BID. Professor em cursos de graduação e pós-graduação, em particular junto à Fundação Getulio Vargas e à Fundação Dom Cabral. Ex-diretor do Instituto Publix.

Luiza Mello - Diretora Geral da Automática produtora e editora de projetos culturais. Formada em História pela USP e História da Arte pela Sorbonne (Paris I), possui pós-graduação em História da Arte e Arquitetura do Brasil pela PUC-Rio.


Paulo Herkenhoff - ex-Diretor Cultural do Museu de Arte do Rio, o MAR. Foi Diretor do Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro (2003-2006), Curador Adjunto no departamento de pintura e escultura do Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA (1999-2002), Curador Geral da XXIV Bienal de São Paulo (1997 e 1999) e Curador da Fundação Eva Klabin Rapaport.

Regina Pacheco - Professora permanente da Fundação Getulio Vargas – FGV-EAESP. Integra o UN’ CEPA – Committee of Experts in Public Administration, da ONU (2018-2021). É presidente do Conselho Científico do CLAD – Centro Iberoamericano de Administração para o Desenvolvimento.

Renata Vilhena - Consultora em Gestão Pública, Professora Associada da Fundação Dom Cabral desde janeiro de 2015, e membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República – CDES desde novembro de 2016.

Ricardo Henriques - Superintendente executivo do Instituto Unibanco. Foi Secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação, entre 2004 e 2007, e Secretário Executivo do Ministério de Assistência e Promoção Social, entre 2003 e 2004, quando coordenou o desenho e a implementação do programa Bolsa Família.

 


content:
afterContent: