highlighted:

QUEM SOMOS

O Instituto República trabalha para melhorar a gestão de pessoas em governos no Brasil. Nos apoiamos em dados e evidências para investir e apoiar projetos de formação, reconhecimento e a construção de redes de pessoas que trabalham no serviço público, especialmente na região fluminense.

Somos uma organização de grant-making familiar, não-partidária e não corporativa.

 

MISSÃO

Articular, colaborar e investir no desenvolvimento de projetos de formação, reconhecimento, produção de conhecimento e construção de redes de profissionais públicos de excelência*.

*Entendemos que um profissional público de excelência tem visão de longo prazo, aptidão técnica, foco em efetividade e busca a implementação de políticas públicas baseadas em evidências.

 

VISÃO

Ser vanguarda de pensamento na área de capital humano em governos, conectando profissionais públicos, acadêmicos e artistas, para aumentar a confiança, as expectativas e a qualidade do serviço público no Brasil.

 

VALORES

IGUALDADE DE OPORTUNIDADES para que cada cidadã e cidadão possam aproveitar todas as suas capacidades

 

ESTADO EFETIVO E RESPONSIVO para entregar serviços de qualidade através de um time de profissionais públicos responsáveis, responsivos e respeitados

 

CORAGEM para experimentar, assumir riscos, inovar e realizar

 

CONHECIMENTO para basear decisões em dados e evidências

 

REPUBLICANISMO para buscar o acordo, a boa fé, a virtude cívica e a democracia representativa

 

Conselho Consultivo IR

 

Artur Dapieve - Jornalista, escritor, professor de jornalismo da PUC-Rio e Mestre em Comunicação Social. Desde 1993, assina uma coluna semanal no jornal O Globo.


Claudia Costin - Diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV e Professora visitante da Faculdade de Educação da Universidade de Harvard. Integra também a Comissão Global sobre o Futuro do Trabalho da OIT – Organização Internacional do Trabalho, das Nações Unidas.


Humberto Falcão Martins - Graduado em Administração UnB (1986); Mestre em Administração Pública - FGV/EBAPE, (1995); Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental - Enap - Escola Nacional de Administração Pública - (1996); e Doutor em Administração – FGV/EBAPE (2003). Foi Secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, delegado do Brasil no Comitê de Gestão Pública da OCDE e Presidente da Rede de Gestão Pública e Transparência do BID. Professor em cursos de graduação e pós-graduação, em particular junto à Fundação Getulio Vargas e à Fundação Dom Cabral. Ex-diretor do Instituto Publix.

 

Luiza Mello - Diretora Geral da Automática produtora e editora de projetos culturais. Formada em História pela USP e História da Arte pela Sorbonne (Paris I), possui pós-graduação em História da Arte e Arquitetura do Brasil pela PUC-Rio.


Paulo Herkenhoff - ex-Diretor Cultural do Museu de Arte do Rio, o MAR. Foi Diretor do Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro (2003-2006), Curador Adjunto no departamento de pintura e escultura do Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA (1999-2002), Curador Geral da XXIV Bienal de São Paulo (1997 e 1999) e Curador da Fundação Eva Klabin Rapaport.


Regina Pacheco - Professora permanente da Fundação Getulio Vargas – FGV-EAESP. Integra o UN’ CEPA – Committee of Experts in Public Administration, da ONU (2018-2021). É presidente do Conselho Científico do CLAD – Centro Iberoamericano de Administração para o Desenvolvimento.


Renata Vilhena - Consultora em Gestão Pública, Professora Associada da Fundação Dom Cabral desde janeiro de 2015, e membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República – CDES desde novembro de 2016.


Ricardo Henriques - Superintendente executivo do Instituto Unibanco. Foi Secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação, entre 2004 e 2007, e Secretário Executivo do Ministério de Assistência e Promoção Social, entre 2003 e 2004, quando coordenou o desenho e a implementação do programa Bolsa Família.

 

content:
afterContent: