Organizado por profissionais públicos e especialistas em gestão pública, documento ganha debate em Brasília (DF) nesta quinta-feira (8)

Publicado em 07 de dezembro de 2022

Com apoio do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e da República.org, um grupo de especialistas lança amanhã (8) na capital federal a publicação Subsídios para uma reforma administrativa voltada à cidadania, que apresenta uma agenda de políticas de gestão pública para fortalecer o Estado brasileiro.

O documento é de autoria de Alexandre Gomide (técnico de Planejamento e Pesquisa na Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia do Ipea, a Diest), Alketa Peci (professora na Fundação Getúlio Vargas — FGV), Felix Lopez (técnico de Planejamento e Pesquisa na Diest), Francisco Gaetani (professor na FGV e presidente do conselho consultivo da República.org), Gabriela Lotta (professora na FGV e membro do conselho diretor da República.org) e José Celso Cardoso Jr. (técnico de Planejamento e Pesquisa na Diest e presidente da Afipea Sindical), que se reúnem para um debate no auditório do Ipea, a partir das 9h.

No encontro, os economistas Flavio Carneiro (diretor da Diest) e Helena Wajnman Lima (diretora executiva da República.org) mediam os temas abordados. O evento conta com transmissão ao vivo pelo canal do Ipea no YouTube. Quem quiser acompanhar as discussões pessoalmente, deve fazer inscrição pelo site da instituição.

Subsídios para uma reforma administrativa voltada à cidadania dimensiona o funcionalismo público do Executivo federal e propõe ações — em áreas como recrutamento, diversidade, desigualdades salariais, estabilidade e cargos comissionados — pensadas para valorizar os servidores públicos e melhorar a eficiência e a qualidade dos serviços civis.

Lançamento de “Subsídios para uma reforma administrativa voltada à cidadania” (Ipea/República.org)
Quando: 8 de dezembro de 2022 (quinta-feira), a partir das 9h.
Onde: Auditório Anna Peliano (Centro Empresarial Brasília 50, 702/902 sul, Brasília-DF).
Inscreva-se para assistir presencialmente.
Acompanhe pelo canal do Ipea no YouTube.